Pular para o conteúdo

Foguete da SpaceX, Falcon Heavy, é lançado em missão da Força Espacial dos EUA

Compartilhe:

O potente foguete Falcon Heavy da SpaceX fez seu quinto voo em missão que levou satélite de comunicação militar e mais cinco cargas menores para órbita.

lançamento Falcon Heavy missão USSF-67 para a Força Espacial dos EUA
Lançamento do foguete Falcon Heavy na missão USSF-67 para a Força Espacial dos EUA, domingo dia 15 de janeiro de 2023 no Kennedy Space Center. Fonte: perfil da SpaceX no Twitter

O lançamento foi no Kennedy Space Center, centro da NASA na Flórida ontem, domingo, 15 de janeiro. Esse voo inicia a missão USSF-67 da Força Aérea Espacial dos Estados Unidos.

O Falcon Heavy foi construído com base no Falcon 9, utilizando seus 3 primeiros estágios modificados. Seus estágios são unidos e o central tem um estágio superior de carga e transporte.

Como no Falcon 9, os propulsores do primeiro estágio são reutilizáveis. Dois deles retornaram à Terra com segurança na Estação Espacial de Cabo Canaveral, que é ao lado de onde o foguete foi lançado. Esse é o segundo pouso bem sucedido desses propulsores, sendo que o primeiro pouso foi na missão USSF-44, feita para a Força Espacial com lançamento dia 1º de novembro de 2022.

“Tiro de drone dos propulsores laterais do Falcon Heavy pousando em LZ-1 e LZ-2”, disse a SpaceX sobre o pouso dos propulsores.

O terceiro propulsor era novo e não poderá ser reutilizado. Ele caiu no Oceano Atlântico pouco depois da decolagem pois usou muito combustível na manobra de retorno para a Terra. O estágio superior do Falcon Heavy, que é responsável pelo envio das cargas, continuou seu trajeto como o planejado para a órbita. Seu trajeto não foi totalmente filmado por conta da segurança, em pedido da Força Espacial para a SpaceX.

Essa missão é para melhoria da comunicação militar dos EUA e o satélite principal enviado pelo Falcon Heavy é o CBAS-2 que “fornecerá capacidades de retransmissão de comunicações em apoio a nossos líderes seniores e comandantes combatentes” , “A missão do CBAS-2 é aumentar as capacidades existentes de comunicação por satélite militar e transmitir continuamente dados militares por meio de links de retransmissão de satélite baseados no espaço.”, disse a Força Espacial dos Estados Unidos em comunicado via e-mail na sexta-feira, dia 13 de janeiro de 2023.


Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *