Pular para o conteúdo

Vendas de discos de vinil ultrapassam a de CDs

Compartilhe esta notícia:

Um fato impensável para muitas pessoas aconteceu, os discos de vinil foram mais vendidos que os CDs em 2022. Esse fato não acontecia simplesmente desde 1987.

discos de vinil
Os discos de vinil são considerados relíquias e trazem o ar saudosista do século XX. Imagem: Pexels

Estamos em tempos onde o consumo de música tem o streaming em primeiro lugar, seguido de outros meios virtuais, como o download via as próprias plataformas de streaming. Os CDs reinaram a partir dos anos 1980 e foram muito populares até meados dos anos 2000, quando pouco a pouco perdeu espaço para o streaming.

O streaming é o meio mais utilizado para multimídias no geral atualmente pois é prático e compatível com a maioria dos dispositivos de reprodução atuais. Os CDs tinham papel, pois eles são bem menores que os vinis, além de que o som é mais limpo. Mesmo com vantagens técnicas, eles foram menos vendidos que os vinis em 2022.

Nesse ano em questão foram vendidos mais de 41 milhões de discos de vinil, o que retornou em US$ 1,2 bilhões de dólares (R$ 6,3 bilhões, hoje, 14/03). Já os CDs, tiveram 33 milhões de unidades vendidas, dando um valor de US$ 483 milhões (R$ 2,53 bilhões, hoje).

Segundo relatório da BBC, no geral, as mídias físicas tiveram um aumento de 4% no ano passado, onde os CDs tiveram receita 18% menor e os discos de vinil tiveram aumento de 18%. O streaming de música também teve aumento de ganhos, onde a renda é direcionada por assinaturas de serviços, anúncios e outros. O aumento nesse caso foi de 7%, indo para US$ 13,3 bilhões (R$ 68,31 bilhões, hoje), o que representa 84% do total.

Ficou interessado na tendência dos discos de vinil, porém não sabe quanto é necessário investir para aproveitá-la?


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *