Pular para o conteúdo

GM oferece dinheiro para funcionários deixarem a empresa

Compartilhe esta notícia:

A GM é uma das maiores empresas de fabricação de automóveis e atualmente está em processo de eletrificação dos carros. Para isso, ela está cortando gastos em todas as áreas possíveis.

prédio da General Motors
Prédio da General Motors. Imagem: GM

Como forma de diminuir as despesas, a empresa ofereceu dinheiro para que funcionários de diversas áreas deixem seus cargos. Uma carta foi enviada para a maioria de seus 58 mil funcionários pela CEO Mary Barra na quinta-feira (10/03).

Foi dito que a empresa pretende cortar US$ 2 bilhões de de gastos pelos próximos 2 anos. Essa medida foi tomada porque a eletrificação dos carros é o atual foco da GM e irá necessitar de altíssimo investimento, que gira em torno de US$ 35 bilhões até 2025.

O repórter Dylan Dulberg, da Fox News, teve acesso à carta e a publicou. Trecho da carta vai direto ao ponto e diz que “Dar esse passo agora ajudará a evitar o potencial de ações involuntárias”. Um pedido a investidores revelou que a empresa espera gastar até US$ 1,5 bilhão em encargos de desligamento de funcionários e até outros US$ 300 milhões “em encargos de redução de pensões antes dos impostos e não monetários”.

O chamado Programa de Separação Voluntária é disponível para todos os funcionários americanos com mais de cinco anos na GM e também para executivos globais com mais de dois anos na empresa. Segundo Dulberg, foi ofertado aos funcionários o pagamento de um mês de salário e cobertura médica por até um ano.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *