Pular para o conteúdo

Telegram é liberado no Brasil ao atender STF

Compartilhe esta notícia:

Telegram liberado no Brasil

Após a polêmica de bloqueio do Telegram no Brasil, o aplicativo foi liberado novamente no dia 20 de março de 2022. O ministro do STF, Alexandre de Moraes, tomou a decisão após notificar que a empresa cumpriu todas as determinações. Nas palavras do ministro:

“Considerado o atendimento integral das decisões proferidas em 17/3/2022 e 19/3/2022, revogo a decisão de completa e integral suspensão do funcionamento do aplicativo, proferida em 17/3/2022”.

Os ânimos se acalmaram quando Pavel Durov, fundador e CEO do Telegram, pediu desculpas pela falta de resposta às exigências e disse que os emails do STF foram enviados para um antigo email de uso geral da empresa e por isso os contatos não foram notados.

Nas palavras do CEO do Telegram: “Em nome de nossa equipe, peço desculpas ao Supremo Tribunal Federal por nossa negligência. Definitivamente, poderíamos ter feito um trabalho melhor.”

E completou: “Cumprimos uma decisão judicial anterior no final de fevereiro e respondemos com uma sugestão de enviar futuras solicitações de remoção para um endereço de e-mail dedicado. Infelizmente, nossa resposta deve ter sido perdida, porque o Tribunal usou o antigo endereço de e-mail de uso geral em outras tentativas de entrar em contato conosco. Como resultado, perdemos sua decisão no início de março que continha uma solicitação de remoção de acompanhamento. Felizmente, já o encontramos e processamos, entregando hoje outro relatório ao Tribunal.

Um dos pedidos que mais repercutiram foi a exclusão do canal oficial do presidente Jair Bolsonaro (PL). O pedido foi feito pelo fato de os usuários terem acesso à investigação de ataque hacker ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018. O presidente Jair Bolsonaro alega desde a primeira candidatura à presidente que as urnas eleitorais podem ser manipuladas de forma externa, porém nada foi provado até o momento.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *