Pular para o conteúdo

Passagens 25% mais baratas com aviões híbridos da Azul

Compartilhe esta notícia:

A empresa aérea Azul informou que fez parceria com uma startup americana que desenvolve mecânica híbrida para aviões. De início, a tecnologia será implementada nos 27 modelos Cessna Grand Caravan da companhia.

Cessna Grand Caravan Azul
Modelo Cessna 208B Grand Caravan da Azul

A implantação de motores elétricos e híbridos está em alta em todos os setores. Os carros são os mais falados na mídia, porém para que o resultado ambiental esperado seja satisfatório, todos os setores devem aderir a esses tipos de motores. Mesmo que menos divulgado que os carros, a aviação também investe bastante nessas tecnologias, como é o caso da Azul e a utilização de motores híbridos em seus aviões.

Os modelos Cessna 208B Grand Caravan são as menores aeronaves da Azul e são utilizados no transporte de pessoas na ponte aérea Congonhas (SP) – Jacarepaguá (RJ). Ele suporta até 9 passageiros, tem capacidade de carga de 1.100 quilos e autonomia de 1.982 quilômetros.

A implementação de motores elétricos nas aeronaves será feita para trabalharem em conjunto com seus motores originais, que são do modelo Pratt & Whitney, que é a combustão. Com esse processo feito, os dois motores irão se alternar durante o trajeto, para que assim a eficiência de voo seja bem implementada.

Com a adição do novo motor, o modelo do avião híbrido será chamado de Eco Caravan e consumirá até 70% menos querosene. Segundo a Azul, com a adição do motor elétrico, o valor de cada passagem pode diminuir até 25%.

Pelo fato das baterias de veículos híbridos serem menores do que de veículos 100% elétricos, a capacidade de carga do Eco Caravan não será alterada com base no modelo que usa apenas combustão, o mesmo vale para a autonomia. Em casos onde não seja possível recarregar as baterias dos motores elétricos, os motores à combustão podem ser utilizados sozinhos normalmente.

Para poder voar, é necessário que a Azul solicite a homologação das aeronaves. O lado positivo é que por se tratar de uma conversão de aeronave, o procedimento não é tão burocrático e em breve o Eco Caravan já deve realizar voos normalmente.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *