Pular para o conteúdo

James Webb tira foto de estrela mais distante da Terra e 1 milhão de vezes mais brilhante que o Sol

Compartilhe esta notícia:

A estrela supergigante azul batizada como Earendel foi descoberta em 2019 pelo Telescópio Espacial Hubble. Também conhecida como WHL0137-LS, ela está localizada na galáxia Sunrise Arc (Arco do Amanhecer), na constelação de Cetus.

aglomerado WHL0137-08, a frente de Earendel
Foto do aglomerado de galáxias WHL0137-08 feita pelo Telescópio Espacial James Webb. Earendel está na galáxia Sunrise Arc, como pode ver na imagem um pouco abaixo. Imagem: NASA

Sua localização pelo Hubble foi possível graças à lente gravitacional, onde a gravidade de um objeto massivo em primeiro plano funciona como uma lente ao distorcer o próprio tecido do espaço e do tempo. Com isso a luz de um corpo mais distante é curvado e iluminado enquanto a luz passa.

A foto registrada pelo Telescópio Espacial James Webb foi feita da mesma forma, sendo aproveitado a capacidade de distorção espacial do aglomerado de galáxias WHL0137-08, que é alinhado com Earendel. Em agosto do ano passado, ainda no início de sua operação, James Webb foi capaz de registrar essa estrela massiva com ajuda de sua luz infravermelha, mas sem muitos detalhes. Agora os astrônomos tem muitas características da estrela recordista.

Foto estrela Earendel por James Webb
Imagem: NASA

Foi revelado por meio do NIRCam (Near-Infrared Camera / Câmera de infravermelho próximo) do Webb que a Earendel é uma estrela massiva do tipo B, é 1 milhão de vezes mais brilhante que o Sol e 2 vezes mais quente que ele, como informaram funcionários da NASA via comunicado. O Sol é uma estrela do tipo G e tem temperatura da superfície de aproximadamente 5.500 graus Celsius.

Além disso, ela é a estrela mais distante da Terra já descoberta. Sua luz levou 12,9 bilhões de anos para chegar até nós. Isso quer dizer que Earendel surgiu menos de 1 bilhão de anos depois da origem do universo, com o Big Bang. Sua massa aproximada equivale a 50 vezes a do Sol.

Com a rápida expansão do universo, essa estrela hoje está a 28 bilhões de anos-luz da Terra. Antes dela, a estrela mais distante descoberta era a Ícaro, conhecida como MACS J1149 + 2223 Estrela Lensada 1, uma supergigante azul que surgiu 4 bilhões de anos após o Big Bang e atualmente está a 9 bilhões de anos-luz da Terra.

O nome da atual estrela mais distante da Terra descoberta tem origem na coletânea “O Silmarillion” de J. R. R. Tolkien, que tem história antecedente de “O Hobbit” e de “Senhor dos Anéis”, ambas do mesmo autor. Earendel significa estrela da manhã, em inglês antigo.

Essa gigante parece não estar sozinha, pois “os astrônomos acham que veem indícios de uma estrela companheira mais fria e vermelha”, como escrito no comunicado. Na verdade, caso esse fato se confirme, não seria uma surpresa. Isso porque a maioria das estrelas massivas tem uma companheira, conforme informações da NASA.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *