Pular para o conteúdo

SpaceX envia satélites V2 mini que mandam sinal direto para celulares. Confira detalhes

Compartilhe esta notícia:

A rede mundial de satélites da Starlink continua evoluindo exponencialmente. Com uso da SpaceX, a empresa enviou o primeiro lote dos novos satélites Starlink V2 “mini” na segunda-feira, 27 de fevereiro, para a órbita da Terra.

decolagem foguete Falcon 9
Momento da decolagem do foguete Falcon 9 levando os Starlink V2 mini. Imagem: Perfil no Twitter da SpaceX

Foi usado um foguete SpaceX Falcon 9, que decolou com vinte e um dos novos satélites às 15:30 no horário de Brasília.

A decolagem aconteceu na Estação da Força Espacial do Cabo Canaveral, Flórida, Estados Unidos. No planejamento inicial, a decolagem deveria acontecer por volta das 10 da manhã no horário de Brasília, porém houve adiamento de cerca de cinco horas por conta da condição climática, segundo tweet da SpaceX.

O Falcon 9 é um foguete de dois estágios, onde o primeiro estágio retornou à Terra 8 minutos e meio após decolar. O pouso foi em uma balsa-drone da SpaceX, que o aguardava no Oceano Atlântico, na costa da Flórida. O primeiro estágio do Falcon 9 é um propulsor reutilizável e segundo a SpaceX, essa é a terceira decolagem e aterrissagem com segurança da unidade em questão.

A implantação dos satélites pelo estágio superior do foguete aconteceu na órbita baixa da Terra 64,5 minutos após a decolagem.

Os satélites Starlink V2 são bem mais capazes que seus antecessores

Os 21 satélites Starlink V2 “mini” foram enviados para a órbita como teste de atuação dos satélites em tamanho real e foram desenvolvidos em tamanho menor para caberem no Falcon 9. Os satélites Starlink V2 que atuarão de forma permanente decolarão por meio do enorme foguete SpaceX Starship Mars, que ainda não realiza voos.

Os satélites Starlink V2 em tamanho total são bem maiores do que os mini e tem bem mais capacidade do que seus antecessores, que são os satélites atualmente em operação da Starlink, segundo Elon Musk, CEO da SpaceX. Cada satélite Starlink V2 pesa 1.130 quilos e pode enviar sinal de internet diretamente aos smartphones. A SpaceX pretende colocar isso em prática ainda em 2023, com parceria da T-Mobile.

Mesmo que os Starlink V2 mini sejam menores até que os atuais satélites em operação, eles tem mais capacidades que eles. “Os minis V2 incluem tecnologias-chave – como antenas Phased Array mais poderosas e o uso de banda E para backhaul – que permitirá à Starlink fornecer ~ 4x mais capacidade por satélite do que as iterações anteriores”, tweetou a Stalink.

No total a SpaceX já enviou mais de 4.000 satélites da Starlink para a órbita e os planos de envio não param por aí. A empresa tem permissão para ter 12 mil satélites em órbita e tem pedido em andamento para implantar 30 mil além desses.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *