Pular para o conteúdo

Principais missões espaciais de 2023 para ficar de olho

Compartilhe esta notícia:

Saiba quais são as principais missões espaciais de 2023. Esse ano está repleto de investimentos na área e várias instituições com objetivos importantes, que terão pouso na Lua, missões espaciais privadas e muito mais.

principais missões espaciais em 2023

Confira abaixo as missões espaciais mais importantes desse ano:

Primeiro lançamento em órbita da Starship

primeiro lançamento  em órbita da Starship em 2023
Espaçonave Starship da SpaceX em testes

Um dos principais representantes e investidores na exploração espacial atualmente é a a SpaceX. A empresa pretende lançar uma espaçonave Starship para orbitar pela primeira vez esse ano, com previsão para o mês de março.

A nave já está totalmente construída junto de seu propulsor, com nome de Super Heavy. O aguardado primeiro de voo da Starship fará com que a espaçonave orbite a Terra por um curto momento até que ela retorne para sua atmosfera e pouse no Oceano Pacífico.

O maior diferencial da Starship é que seus dois principais componentes são projetados para serem reutilizados, podendo ser usados em mais de uma viagem espacial. Caso a SpaceX consiga essa façanha de recuperar a Starship em todos os testes, ela irá levar tripulantes para missões até Marte.

Essa nave inovadora junto de seu poderoso propulsor foi um dos principais temas entre os aficionados por exploração espacial nos últimos anos. Caso esse primeiro teste na órbita da Terra seguido da recuperação de seus componentes para reutilização seja um sucesso, será uma verdadeira revolução para as viagens espaciais.

Lançamento do Falcon Heavy, também da SpaceX

lançamento do Falcon Heavy
Lançamento do foguete Falcon Heavy da SpaceX

A Starship será a nave espacial mais poderosa em ação quando lançado. A segunda mais poderosa também é da SpaceX e tem nome de Falcon Heavy. Essa segunda espaçonave citada usa 3 núcleos do Falcon 9 e seu primeiro lançamento esse ano está marcado já para dia 10 de janeiro, saindo do LC-39A, localizado no Kennedy Space Center, Flórida.

O Falcon Heavy tem 70 metros de altura e será usado para lançar o satélite USSF-67 em missão de segurança dos Estados Unidos até a órbita geostacionária. Esse destino fica 35.786 quilômetros além da Terra e fará parte de uma das primeiras missões espaciais desse ano.

Primeiro lançamento do Vulcan Centaur, da United Launch Alliance, transportando módulo lunar

foguete Vulcan Centaur
Lançamento do foguete Vulcan Centaur da United Launch Alliance

A United Launch Alliance se prepara para o lançamento do Vulcan Centaur, foguete movido a metano e que irá enviar o Peregrine Mission One com cargas para a Lua.

O Vulcan Centaur tem dois estágios e no total possui 82 metros de altura. Ele possui 7 motores BE-4, que são da Blue Origin. Esse foguete foi desenvolvido para substituir os famosos Atlas V e Deslta IV. Seu primeiro lançamento está previsto para acontecer ainda no primeiro trimestre de 2023, partindo do Complexo de Lançamento Espacial 41, localizado no Cabo Canaveral.

A carga que o Vulcan Centaur irá transportar é o Peregrine Mission One, desenvolvido pela Astrobotic, de Pittsburgh, e pretende ser o primeiro módulo lunar dos Estados Unidos desde o programa Apollo. Peregrine também terá sua carga, que é um veículo lunar com nome de Yaoki e fabricado pela Dymon, empresa japonesa.

Missão SpaceX Crew-6 tripulada

Tripulantes da missão SpaceX Crew-6 de 2023
Os 4 tripulantes da missão SpaceX Crew-6 sentados na nave espacial SpaceX Dragon durante treinamento na sede da empresa. Da esquerda para direita: Andrey Fedyaev, Warren “Woody” Hoburg, Stephen Bowen e o sultão Al Nedayi.

A SpaceX se programa para para a próxima missão tripulada, com nome de Crew-6. Está previsto que ela aconteça em fevereiro e leve os astronautas Stephen Bowen, em sua quarta viagem espacial e Warren Hoburg em sua primeira, ambos da NASA. Junto deles irão o sultão Al Neyadi dos Emirados Árabes Unidos e Andrey Fedyaev de Roscosmos que também farão sua primeira viagem espacial.

A viagem será feita com uma espaçonave Crew Dragon que será lançada por um foguete Falcon 9. A decolagem será de LC-39A, localizado no Kennedy Space Center em fevereiro. Os tripulantes ficarão em órbita na Estação Espacial Internacional por 180 dias.

Essa será a sexta missão operacional da SpaceX e faz parte do Programa de Tripulação Comercial. A sétima missão Crew é prevista ainda para 2023.

Polaris Dawn – Missão de caminhada e turismo espacial com tripulação privada

tripulantes da missão Polaris Dawn de 2023
Tripulação do Polaris Dawn, da esquerda para a direita: Anna Menon, Scott “Kidd” Poteet, Jared Isaacman e Sarah Gillis

A Polaris Dawn será a primeira caminhada espacial comercial e fará história por conta disso. Será usado um SpaceX Falcon 9 e um Crew Dragon com lançamento de LC-39A, em Kennedy Space Center. O comando da missão é por conta do bilionário Jared Isaacman, acompanhado apenas de tripulação privada.

A viagem deve acontecer a qualquer momento a partir de março de 2023.

Teste com tripulação do Boeing Starliner

CST-100 Starliner acoplado no foguete ULA Atlas V
Arte demonstrando a cápsula CST-100 Starliner acoplado na ponta do foguete ULA Atlas V

A Boeing também entrou no Programa de Tripulação Comercial e deve realizar o primeiro lançamento com tripulação em abril desse ano. A espaçonave utilizada será a CST-100 Starliner e levará 2 astronautas, Barry “Butch” Wilmore e o piloto Suni Williams.

O lançamento será com a cápsula na ponta de um foguete ULA Atlas V na Estação Espacial de Cabo Canaveral, Flórida. A equipe responsável pelo CST-100 Starliner busca autorização para voar para a Estação Espacial Internacional.

Módulo lunar da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA)

SLIM Nave inteligente para investigar a Lua da JAXA
Arte demonstra o módulo SLIM próximo da Lua

Uma das principais missões espaciais em 2023 é o lançamento do módulo SLIM (Smart Lander for Investigating Moon – Nave inteligente para investigar a Lua). O envio do módulo para investigar a Lua usa pesquisa de técnicas que permitem que o pouso seja preciso, segundo a JAXA.

Esse módulo será lançado com o XRISM, que é um observatório espacial por um foguete H-2A do porto espacial de Tanegashima a partir de abril desse ano.

Módulo lunar comercial da Intuitive Machines

Arte com módulo Nova-C da Intuitive Machines
Arte demonstra o módulo lunar Nova-C ao pousar na Lua

A atividade comercial toma conta das missões espaciais de 2023, e dentre elas, o lançamento do módulo lunar Nova-C da Intuitive Machines deve acontecer em março.

Será usado um foguete Falcon 9 que irá decolar da plataforma LC-39A, em Kennedy Space Center, Flórida. Seu módulo de pouco é um cilindro hexagonal de seis pernas e levará cargas úteis até a Lua, com pouco na região de Vallis Schroteri.

Essa missão faz parte do Programa Comercial Lunar Payload Services, informado pela NASA em 2018.

Missão JUICE da Europa para Júpiter

arte demonstrando Jupter Icy Moons Explorer no espaço
Arte demonstrando a espaçonave Jupter Icy Moons Explorer na órbita de Ganimedes, uma das luas geladas de Júpiter

Um dos últimos foguetes Ariane 5 de julho será pela missão JUICE (Jupter Icy Moons Explorer), pela Agência Espacial Europeia (ESA). O objetivo dessa missão é explorar Júpter e suas luas geladas Europa, Calisto e Ganimedes.

JUICE será lançado de Kourou, Guiana Francesa e ficará mais de 7 anos viajando pelo espaço profundo orientado pela gravidade de Vênus e também da Terra, até que entrará na órbita de Júpiter em 2031.

A espaçonave deve coletar informações sobre o planeta e suas superfícies, porém o foco é Ganimedes, onde eventualmente JUICE entrará em órbita.

Luna 25: Primeira missão lunar da Rússia desde 1976

Luna 25 da Rússia
Cientistas trabalhando na espaçonave que será usada na missão Luna 25

A última missão lunar da Rússia, com nome de Luna 24, foi pela União Soviética em 1976. Em 2023 a Rússia retorna ao solo da Lua com o módulo Luna 25 e seu lançamento previsto é para julho.

O foguete utilizado será o Soyuz-2-1b Fregat do Cosmódromo Vostochny e o objetivo da missão é pousar na cratera Boguslavsky, próximo do polo sul da Lua. Essa área é muito visada internacionalmente pois é ideal para estudar o regolito lunar e sua atmosfera (ou exosfera).

Missão Smallsat – Lunar Trailblazer

missão smallsat Trailblazer
Arte demonstrando o smallsat da missão Lunar Trailblazer na órbita da Lua

O Lunar Trailblazer é desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia. Ele usa um Mapeador Lunar de Voláteis e Minerais de Alta Resolução do Laboratório de Propulsão a Jato para investigar estoques de água e geologia da Lua.

Smallsat são naves e satélites pequenos, que costumam ter 500kg ou menos. O Smallsat dessa missão será lançado com a segunda missão da Intuitive Machines, IM-2 ou Prime 1, que irá carregar uma broca de gelo. Seu lançamento será com um foguete Falcon 9 no Cabo Canaveral, Flórida, em 2023.

Lançamento da missão Psyche

Missão Psyche
Arte demonstrando a espaçonave da missão Psyche ao se aproximar do asteroide 16 Psyche

A missão da NASA para estudar o asteroide 16 Psyche deveria ter sido lançada em 2022, porém foi adiada por problemas com o software de navegação da espaçonave. Ela passou por revisão e o planejado para a missão acontecer é em outubro de 2023 por um foquete Falcon Heavy no Centro Espacial Kennedy, Flórida.

O asteroide 16 Psyche tem 225 quilômetros de largura e tem como principais componentes ferro e níquel é considerado como o núcleo exposto de um planeta destruído.

Esta missão será a primeira em contato direto com um asteroide metálico, sendo que as anteriores observaram asteroides de rocha e gelo, por isso essa missão traz expectativas de informações únicas sobre a formação de planetas e também sobre o sistema sola.

Com o lançamento acontecendo em outubro de 2023, Psyche chegará no 16 Psyche em agosto 2029.

Testes não tripulados do Programa de Voos Espaciais Humanos Gaganyaan da Índia

lançamento foguete LVM 3 das missões Gaganyaan da Índia.webp
Foguete LVM3 usado nas missões Gaganyaan

A Índia busca ser a 4ª nação com missões espaciais de forma independente, atrás apenas da União Soviética/Rússia, Estados Unidos e China.

Gaganyaan inicialmente pretendia lançar os tripulantes em 2022 como homenagem ao 75º ano da independência da Índia. Porém a missão teve que ser adiada principalmente por consequência das restrições vindas da pandemia de Covid-19.

Serão dois voos com testes não tripulados, incialmente o Gaganyaan G1 deve ser lançado no último trimestre de 2023 por um foguete LVM 3. A Organização de Pesquisa Indiana pretende seguir para um voo tripulado previsto para o último trimestre de 2024.

Missão do módulo lunar indiano Chandrayaan 3

Arte do Chandrayaan 3 pousando na Lua
Arte do módulo Chandrayaan 3 pousando na Lua

O primeiro pouso lunar foi tentado pela Índia em 2019 com o módulo lunar Chandrayaan 2, porém o controle foi perdido durante a descida a espaçonave fez um pouso forçado.

A Índia irá tentar novamente o pouso lunar em 2023 com o Chandrayaan 3, sendo lançado do Centro Espacial Satish Dhawan, localizado na ilha Sriharikota, no Andhra Pradesh, Estado da Índia, por um foguete LVM 3. O lançamento deve ser em junho, fazendo com que o país se junte às 3 nações que pousaram na Lua nos últimos anos.

Voos turísticos com foguete New Shepard da Blue Origin

foguete New Shepard da Blue Origin
Teste com o foguete New Shepard da Blue Origin

Essa é uma das principais missões espaciais de 2023 porque os voos turísticos aos poucos se tornam realidade. O foguete New Shepard da Blue Origin, do bilionário Jeff Bezos, também dono da Amazon, teve sua sexta missão com tripulantes em agosto de 2022 com 6 passageiros pouco acima da linha Kárman, que fica 100 quilômetros acima da superfície da Terra.

A sexta missão com tripulantes foi um sucesso, porém no mês seguinte uma missão com carga científica falhou. Essa falha resultou na perda do propulsor e foi necessário realizar um pouso forçado com a cápsula.

Com isso, é necessário que uma investigação da FAA (Federal Aviation Administration) seja concluída antes que o New Shepard possa voar de novo. A previsão desse novo voo é para 2023.

Voos da Virgin Galactic

lançamento espaçonave Virgin Galactic
Lançamento do VSS Unite pelo foguete suborbital SpaceShipTwo

4 é o total de voos de teste tripulados que a Virgin Galactic realizou para turismo espacial suborbitais. O último deles foi em julho de 2021 com o fundador Richard Branson mais 2 tripulantes voando a uma altura de 86,19 quilômetros.

Problemas quanto a rota da missão fizeram que novos voos com a espaçonave SpaceShipTwo e VSS Unite fosse pausados, porém a empresa pretende retornar com os seus voos em 2023.

Observatório espacial Xuntian da China

Arte Telescópio espacial Xuntian da China
Arte do Telescópio espacial Xuntian da China

Existe a possibilidade do lançamento em 2023 de um grande telescópio espacial chinês que irá observar os céus e que poderá se acoplar na Estação Espacial Tiangong para reparos e atualizações.

O Xuntian terá 1 espelho de 2 metros de diâmetro, fazendo com que ele tenha tamanho próximo do Telescópio Espacial Hubble (2,4 metros de diâmetro).

Xuntian irá observar 40% do céu com uma câmera de 2,5 bilhões de pixels em uma missão com duração de 10 anos. Seu lançamento é previsto por um foguete Long March 5B no porto espacial de Wenchang, costa da China.

Missões tripuladas Shenzhou 16 e 17 da China

foguete Long March 2F da China
Foguete Long March 2F, modelo que será usado nas missões Shenzhou 16 e 17 da China

A China faz parte das principais missões espaciais de 2023 também com missões tripuladas. Shenzhou 16 e Shenzou 17 levarão tripulantes até a Estação Espacial Tiangong esse ano. Cada uma levará 3 astronautas que ficarão 6 meses no espaço.

O lançamento de ambas missões serão por foguetes Long March 2F no Centro de Lançamento de Satélites Jiuquan, localizado no Deserto de Gobi, China.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Índice ↓