Pular para o conteúdo

É o fim de Pokémon Go? Entenda a polêmica sobre crise da Niantic

Compartilhe esta notícia:

Niantic, produtora de Pokémon Go está em crise e o futuro do jogo preocupa usuários

Pokémon Go, lançado pela Niantic em julho de 2016, foi uma febre mundial que encantou as pessoas com a nova característica do jogo.
Para quem não sabe, o jogador, por meio da câmera do celular e o sistema de GPS, encontra Pokémon no mapa real em que se encontra via Realidade Aumentada. É como se o player fosse o próprio Ash.

Nos últimos dias, alguns usuários especularam que o Pokémon Go vai acabar. A polêmica sobre o destino do Pokémon Go começou pela notícia de que a Niantic demitiu mais de 80 funcionários recentemente e arquivou diversos projetos importantes pela diminuição do interesse pelos títulos lançados nos últimos anos.

A Niantic é uma importante produtora de jogos que utilizam Realidade Aumentada, essa que é uma tendência recente e futura dos games e por isso muitos especialistas em games estão preocupados com essa baixa.
O site Bloomberg, especialista em tecnologia, anunciou que a empresa responsável pelo Pokémon Go, além da demissão em massa, cancelou 4 dos principais jogos que seriam lançados em um futuro próximo. “Um momento de turbulência econômica”, essas são as palavras de John Hanke, CEO da Niantic. Esse relato apenas confirma que os populares jogos Pokémon passam por uma fase difícil no mercado.

Niantic não conseguiu emplacar outros jogos além de Pokémon Go

A Niantic iniciou seu sucesso com a tecnologia de RA com o jogo Ingress, de 2013. A base do game é também baseada na tecnologia de imersão no mapa e foi nele que o Pokémon Go foi inspirado em 2016. De 2016 até hoje, o jogo continua gerando muita receita para a produtora, porém, ela vem caindo gradativamente ano após ano. Para continuar com o sucesso, a empresa lançou mais alguns jogos de Realidade Aumentada, porém nenhum com o sucesso esperado, como é o caso de Pikmin Bloom, lançado em 2021, jogo inspirado na série da Nintendo e que não tem uma grande quantidade de jogadores até os dias atuais.

A maior decepção da empresa é o jogo Harry Potter: Wizards Unite, lançado em 2019 para celulares e que entrava no universo do famoso bruxo por meio de Realidade Aumentada. O fracasso financeiro foi tão grande, que o jogo já não está disponível.

Harry Potter: Wizards Unite foi um fracasso
Harry Potter: Wizards Unite foi um jogo lançado em 2019 pela Niantic que utilizava realidade aumentada para nos colocar no ambiente de Harry Potter. Apesar da temática popular e bons gráficos, o jogo foi um fracasso financeiro para a empresa.

Por causa de fracassos com nomes populares, onde além do jogo de RA do bruxo mais famoso do mundo, entra Pikmin Bloom, que ainda está no mercado, a Niantic desistiu de projetos também populares com temáticas de Hamlet (uma das principais peças de Shakespeare) e também de Transformers: Heavy Metal, ambos com utilização da tecnologia de Realidade Aumentada.

Um porta-voz da Niantic confirmou ao Bloomberg que o suporte ao Pokémon Go será contínuo e que os jogadores não precisam se preocupar com o encerramento do jogo. Mesmo que essa declaração seja um alívio para alguns, a notícia sobre a crise da empresa é real.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *