Pular para o conteúdo

Epic Games faz demissões, reavalia o Fortnite e aumenta preços do Unreal Engine por problemas financeiros

Compartilhe esta notícia:

A Epic Games passa por problemas financeiros e o assunto foi abordado por Tim Sweeney, CEO da empresa, durante o Unreal Fest, conferência para usuários do motor gráfico Unreal Engine que aconteceu terça-feira (03/10).

Fortnite na Epic
Fortnite é um dos jogos que impulsionaram a Epic. Imagem: Epic Games

Segundo Sweeney, mais de 800 funcionários foram demitidos no final de setembro, e a Epic só se deu conta da situação financeira desfavorável há 10 semanas. Para tentar melhor a saúde das finanças da empresa, os preços de seu motor gráfico, o Unreal Engine, serão maiores para não desenvolvedores de jogos, e irá investir mais na construção do metaverso por meio da Epic Games Store.

O criador de Fortnite, Immature, apesar de ser parceiro da Epic de longa data não foi incluído na transmissão ao vivo do evento, mas compartilhou a gravação de um trecho nas redes sociais onde Sweeney fala sobre as demissões.

“Tim Sweeney aborda demissões da Epic Games… #UnrealFest”, escreveu Immature em seu perfil do X.

“Acho que éramos do tamanho certo e adorei nossos planos originais. Este foi um movimento de sobrevivência necessário. E o que conseguimos, a única coisa, é estabilizarmos nossas finanças para não ficarmos sem dinheiro enquanto construímos o metaverso.”.

O CEO da Epic não entrou em detalhes do porque a empresa só percebeu como suas finanças estavam abaladas quando chegou no limite, porém revelou que isso ocorreu há 10 semanas e que “percebemos que estávamos enfrentando um problema financeiro que precisávamos resolver rapidamente”.

Segundo o Polygon, durante um momento do evento, Sweeney disse que a Epic teve o Fortninte como uma forte base para crescimento, porém que atualmente isso parece não ser mais sustentável.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *