Pular para o conteúdo

Artifact – rede social de textos por cofundadores do Instagram no estilo TikTok

Compartilhe esta notícia:

Artifact é uma nova rede social criada por Kevin Systrom e Mike Krieger, cofundadores do Instagram e que deixaram o Facebook em 2018, após tensões.

Artifact - nova rede social de texto estilo TikTok

O nome Artifact foi elaborado por meio das palavras artigo (article), fato (fact) e inteligência artificial (artificial intelligence). Como o nome já nos dá uma pista, a plataforma Artifact apresenta um feed de notícias que utiliza aprendizado de máquina para selecionar o conteúdo para os usuários.

Essa rede social está sendo implementada no momento, porém uma lista de espera já esta no ar, onde os usuários que desejarem participar dela podem se cadastrar e até acessarem alguns conteúdos quando aprovados. Ela tem disponível apps para Android e iOS.

Como funciona a rede social de textos Artifact

A nova rede social Artifact é como se fosse um TikTok, porém ao invés de apresentar conteúdos em vídeo conforme o interesse do usuário, apresenta textos. Segundo seus responsáveis, serão apresentados desde textos de jornalistas famosos, até de criadores de pequena escala.

O funcionamento realmente é similar ao TikTok porque quando o usuário escolhe algum texto e o lê, serão apresentados outros com assunto semelhante futuramente. Com isso, o aprendizado de máquina ajusta o Artifact para ser relevante ao usuário.

Outras funcionalidades que estão sendo implementadas são bem parecidas com as duas redes sociais mais conhecidas. Como por exemplo seguir as contas que mais interessarem e uma caixa de entrada onde é possível trocar mensagens com amigos.

Rede social de textos na era dos virais em vídeo?

Realmente apostar em uma rede social de texto atualmente, onde os vídeos curtos e virais tomam conta da atenção dos usuários pode parecer muita ousadia. Porém segundo Kevin Systrom “Ao longo dos anos, o que vi foi que toda vez que usamos o aprendizado de máquina para melhorar a experiência do consumidor, as coisas ficaram muito boas muito rapidamente”.

O público adepto de leitura existe e certamente sempre irá existir. Artifact deseja atingir boa parte desse público via textos relevantes, e claro, com o grande auxílio da IA. A Artifact ainda não tem um plano de monetização concluído. Atualmente as possibilidades centram em apresentação de anúncios e até dividir receita com os criadores.

Como a Artifact está sendo desenvolvida

Atualmente a Artifact é financiada pelos próprios cocriadores, Systrom e Krieger. A equipe da rede social é de 7 pessoas, entre elas Robby Stein, um dos executivos de produtos do Instagram de 2016 até 2021.

Dinheiro não deve ser problema para Systrom e Krieger, visto que eles venderam o Instagram para o Facebook por US$ 715 milhões em 2012. Quanto a isso, Systrom afirma que “Nós gostamos fundamentalmente de construir” , “Não há outro lugar no mundo em que prefiramos passar nosso tempo do que escrever códigos e criar produtos que as pessoas gostem. Eu simplesmente amo isso.”.

Systrom também se mostra encantado com a atual capacidade da inteligência artificial e diz que “Acho que o aprendizado de máquina é inegavelmente a coisa mais legal para se trabalhar agora” , “Não porque é moderno, mas porque quando ele sabe que você está em um determinado tópico, e isso te pega totalmente, você fica tipo, ‘Como é que apenas alguns números multiplicados fizeram isso?’ O CTO da OpenAI disse que o aprendizado de máquina é basicamente muitos meses de coisas não funcionando e, de repente, funciona e funciona assustadoramente bem. Eu arrepio com isso.”


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Índice ↓