Pular para o conteúdo

Compartilhar senha da Netflix de graça está no fim

Compartilhe esta notícia:

Já faz bastante tempo que a Netflix busca uma forma de driblar a diminuição de sua receita pelo compartilhamento de senhas pelos usuários.

perfis Netflix

Ano passado ela intensificou o trabalho quanto a isso e iniciou os testes para gerar receita com donos de contas que dividem sua senha com usuários não pagantes de outras residências. As medidas que visam o aumento de receita estão entre as principais também porque em 2022 foi o ano em que a Netflix mais perdeu assinantes e a empresa acredita que grande parte deles continuam utilizando o serviço, porém por meio de senhas compartilhadas.

A empresa busca medidas incessantemente para melhorar sua receita, inclusive no fim do ano passado lançou a assinatura mais barata com anúncios para incentivar novos assinantes.

A Netflix, que até cerca de 1 até 2 anos atrás era líder absoluta no ramo de streaming por assinatura, tem outras barreiras além do compartilhamento de senhas, como a chegada de grandes concorrentes nesse mercado.

Empresas tradicionais do ramo cinematográfico iniciaram seus próprios serviços de streaming. Entre esses serviços estão o HBO Max, Paramount Plus e Disney Plus. Conseguir superar essas empresas que tem décadas de história realmente não é fácil. Isso porque elas tem direitos sobre obras e personagens importantes e que já possuem a admiração e simpatia do público desde anos ou até décadas atrás.

Netflix testou a cobrança por senha compartilhada no Chile, Costa Rica e Peru

A Netflix testou a implementação de cobrança por senha compartilhada no Chile, Costa Rica e Peru por seis meses. O serviço consegue detectar que um usuário não faz parte do vínculo familiar do assinante quando o endereço de IP que acessa é sempre ou majoritariamente diferente da residência e também através de IDs de dispositivos. Esses meios certamente farão parte do sistema de detecção de usuários que utilizam a senha compartilhada.

Como parte do processo a empresa implementou ano passado a transferência de perfis de uma conta Netflix para uma conta nova. Com isso, usuários que criaram seus próprios perfis, porém em contas de pessoas que não moram com elas, não perderão seus perfis. Perder um perfil no serviço não é nada bom, pois nele estão suas listas, recomendações e demais seleções.

Cobrança por compartilhamento de senha pode estar próximo.

Enquanto ajustava os testes de cobrança por compartilhamento de senhas, a Netflix informou que essas cobranças iriam começar no início de 2023. Nessa quinta-feira, dia 19 de janeiro, a empresa irá analisar seus últimos resultados trimestrais, com isso, essa poderá ser uma ocasião para colocar na mesa os passos finais para o lançamento das cobranças.

Valores da cobrança por compartilhar senha Netflix nos testes

Os valores finais que serão cobrados por compartilhar senha ainda não foram informados pela Netflix, porém os valores equivaleram a 1/4 do valor total da assinatura padrão no Chile, Costa Rica e Peru. Se esse valor for o fixado, no Brasil ele será de aproximadamente R$ 9,97 por usuário que utilizar a senha compartilhada (conta padrão tem assinatura de R$ 39,90 atualmente.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Índice ↓