Pular para o conteúdo

Especialistas em IA pedem pausa em experimentos, entre eles Elon Musk

Compartilhe esta notícia:

Vários pesquisadores de inteligência artificial assinaram uma carta pública solicitando aos laboratórios de IA para que pausem os experimentos com sistemas de grande escala.

elon musk

Entre os motivos para a pausa, é citado que existem “riscos profundos para a sociedade e humanidade”. A carta foi publicada pelo Instituto sem fins lucrativos Future of Life, e informa que os desenvolvedores de IA estão em uma “corrida fora de controle” para implementação de aprendizado de máquina imprevisíveis ou mesmo incontroláveis.

“Portanto, pedimos a todos os laboratórios de IA que parem imediatamente por pelo menos 6 meses o treinamento de sistemas de IA mais poderosos que o GPT-4” , “Essa pausa deve ser pública e verificável e incluir todos os atores-chave. Se tal pausa não puder ser decretada rapidamente, os governos devem intervir e instituir uma moratória”, informa trechos da carta.

Além de Elon Musk, o autor Yuval Noah Harari, o cofundador da Apple Steve Wozniak, o cofundador do Skype Jaan Tallinn, o político Andrew Yang e muitos outros pesquisadores. A carta completa vem pouco após gigantes da tecnologia, como Microsoft e Google travarem uma corrida sobre desenvolvimento de chatbots avançados, como o ChatGPT da OpenAI e Bard.

Pode ser que o pedido não surte efeito visto quanto os projetos atuais estão avançados, porém é um sinal de que pessoas influentes no ramo da tecnologia estão preocupados com as consequências que o desenvolvimento da IA sem limites pode causar.

“Laboratórios de IA e especialistas independentes devem usar essa pausa para desenvolver e implementar em conjunto um conjunto de protocolos de segurança compartilhados para design e desenvolvimento avançados de IA que são rigorosamente auditados e supervisionados por especialistas externos independentes” , “Esses protocolos devem garantir que os sistemas que aderem a eles sejam seguros além de qualquer dúvida razoável.”.


Compartilhe esta notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *